A preocupação da Rede Jesuíta de Educação Básica (RJE) em capacitar os educadores em novos horizontes teórico-práticos e no conhecimento da proposta pedagógica jesuítica se consolidou no Programa de Formação Continuada.
Por isso, em 2016 a Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos) e os colégios da RJE assinaram um convênio que originou a Especialização em Educação Jesuítica: aprendizagem integral, sujeitos e contemporaneidade e o Mestrado Profissionalizante, cursos exclusivos para educadores da RJE.

O Programa de Formação Continuada é uma oportunidade para que professores e profissionais não docentes ressignifiquem os tempos e espaços de aprendizagem integral, evidenciando sempre a excelência humana e acadêmica da comunidade educativa.

Nesse sentido, possibilitar aos educadores aprendizagens pertinentes, que reverberam dentro e fora da sala de aula, é fundamental para o exercício de uma prática pedagógica com qualidade em um currículo evangelizador e com presença apostólica da Companhia de Jesus.

O SQGE é uma maneira das instituições de ensino se posicionem em uma revisão interna, observando pontos positivos e o que é preciso aprimorar. De acordo com a professora, ao falar em qualidade de gestão escolar é preciso visualizar a educação e o resultado da aprendizagem com os estudantes.

Sistema de Qualidade em Gestão Escolar (SQGE)

O Sistema de Qualidade em Gestão Escolar (SQGE) é uma estratégia em rede desenvolvida pela Federação Latino-americana de Colégios da Companhia de Jesus (FLACSI) e que insere cada colégio em um processo contínuo de autoavaliação e reflexão sobre as suas práticas. O processo ocorre por meio da definição de metas e da implantação de planos de melhorias.

O SQGE é uma importante ferramenta de avaliação, criando a cultura permanente de melhora por meio de indicadores externos e comuns. O sistema representa a possibilidade de ressignificar as instituições da Rede Jesuíta de Educação (RJE) a partir das dimensões do aprender integral. O SQGE convida a reavaliar o currículo e repensar tempos e espaços de aprendizagem, questionando estruturas, organização e recursos.

Ao implantar o SQGE, o colégio ou a escola se coloca a pensar a qualidade do ensino dentro de quatro dimensões do Projeto Educativo Comum: curricular, estrutura e recursos, clima e, por fim, a relação com a comunidade.
O resultado da qualificação da gestão escolar é o aperfeiçoamento da aprendizagem integral, ao mesmo tempo em que ela é a base para o desenvolvimento de novas estratégias. Nesse sentido, as quatro dimensões são fundamentais para formar sujeitos comprometidos, competentes, conscientes e compassivos.