Project Description

Solidariedade acontece entre estudantes

Mel Cristina, aluna da 3ª Série EM do Colégio Loyola, oferece apoio a estudantes que vão realizar o ENEM em 2020

Enfrentar o Exame Nacional do Ensino Médio não é tarefa fácil, mesmo quando se está bem preparado. Nesses tempos de pandemia de Covid-19, em que as aulas presenciais estão suspensas e as atividades letivas acontecem por meio remoto, o desafio pode ser ainda maior, principalmente para quem não tem acesso às Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).

Pensando nisso, Mel Cristina, estudante da 3ª Série EM do Colégio Loyola, tomou a iniciativa de oferecer apoio a estudantes que vão realizar o ENEM em 2020 e que não apresentam condições de manter os estudos neste cenário de suspensão das atividades presenciais. “Eu estava lendo as notícias sobre o ENEM e acompanhando as repercussões. Pensei naquelas pessoas que não tem acesso ao EaD (Ensino a Distância) e que estão desnorteadas nesse momento. Então, decidi ajudar de alguma forma”, conta a estudante.

A proposta foi parar no Twitter. Em seu perfil, a aluna publicou: “me encontro à disposição para te ajudar de alguma forma, seja para fornecer material escolar, entrar em contato com alguém que tire suas dúvidas… entrem em contato comigo!”.

A atitude de Mel dialoga profundamente com valores fundamentais cultivados nas escolas da Rede Jesuíta de Educação (RJE). Formar cidadãos compassivos, capazes de se colocar no lugar do outro, entender sua realidade e necessidades é um dos objetivos da formação humana pautada na pedagogia inaciana. Além do compromisso social e da responsabilidade por transformar o mundo em que vivemos em um lugar melhor, o ato da aluna concretiza a proposta de ser mais para os demais da formação jesuíta, demonstrando a importância de estar presente, disponível para ajudar o próximo.

A ação da aluna teve um feedback positivo tanto de estudantes necessitando de ajuda, como de outras pessoas com a mesma proposta de solidariedade. Luiza Viana, antiga aluna do Colégio Loyola, foi uma das pessoas que mostraram vontade e disponibilidade de participar doando apostilas.

Mel também foi contatada por um grupo de professores e estudantes de todo o Brasil, que mantém uma conta no WhatsApp com propósitos semelhantes. O grupo, nomeado de “Pré-Vestibular Colaborativo”, conta com administradores e cerca de 200 estudantes, que estão procurando por aulas e conteúdo. Com a iniciativa apenas no começo, a estudante também contatou o grupo Jovens Pensadores do Colégio Loyola, com o objetivo de desenvolver uma parceria, intensificando e aprimorando o processo de ajuda aos estudantes.

A influência do Colégio Loyola na iniciativa foi destacada por Mel: “Desde que eu entrei no Loyola, o Colégio abriu muito a minha mente em relação a pensar no outro e usar a nossa posição privilegiada para ajudar o outro”. Por meio de projetos de série e atividades da Formação Cristã, como, por exemplo, o Magis e a Ronda Noturna, Mel aprendeu e desenvolveu conceitos importantes para o convívio com o outro. Dessa forma, em um momento difícil e assustador como este, o qual estamos vivendo, a estudante encontrou uma forma de ajudar pessoas mais necessitadas.

A relação estabelecida com outros estudantes é positiva também para Mel. Além de colocar em prática os valores de amor ao próximo cultivados no dia a dia no Loyola, a interação com alunos da mesma faixa etária, da mesma série, com linguagens e interesses semelhantes é imprescindível, para que Mel possa melhorar a própria aprendizagem, desenvolvendo não só as competências cognitivas, mas também suas habilidades socioemocionais.